Exposição de arqueologia encerra com cerimônia de entrega de comendas

Na tarde de quinta-feira (30) aconteceu o encerramento da exposição “Arqueologia: vestígios da catástrofe de 1968, Baía de Guaratuba”, na Casa da Cultura, que desde sua abertura no dia 14 de setembro, recebeu cerca de 40 turmas escolares, contabilizando com as demais visitas, um público de quase 2 mil pessoas. A exposição que faz parte da celebração dos 250 Anos de Guaratuba, trouxe vestígios arqueológicos da história guaratubana, desde os primeiros habitantes até a segunda metade do séc. XX e, mais especificamente no ano de 1968, com o episódio do afundamento de parte do centro, a Rua da Praia, as margens da baía.

A visitação dos alunos foi mediada por acadêmicos de Guaratuba capacitados e também pelos Amiguinhos do Turismo, projeto da Secretaria da Cultura e Turismo e da Secretaria da Educação. Servidores da Secretaria da Cultura e do Turismo também acompanham a visitação. O acervo de peças é do professor pesquisador da UFPR – Litoral, doutorando na área de Arqueozoologia, Marcos de Vasconcellos Gernet. A Secretaria da Cultura e do Turismo foi a promotora do evento, com apoio do Instituto Guaju e das secretarias do Meio Ambiente e da Educação.

Comendas

Durante o encerramento foram entregues as Comendas dos 250 anos de Guaratuba a três famílias que contribuíram para o nosso município: À família de Sr. Fernando Yurk, que foi proprietário do primeiro cinema de Guaratuba “Cine Média Luz”, representado pelo filho Sr. João Máximo Yurk. À família de José Carlos Miranda, representando a família Miranda Coutinho, Margarida Miranda e Cleusa Miranda. José Carlos Miranda, mais conhecido como Zezinho Miranda, teve imobiliária no nosso município e é irmão da Sra. Ermilta Miranda que teve por muitos anos a famosa loja “Casa Miranda”, sua família descende de um dos fundadores de Guaratuba. À família de Nazir Saporski, representado pelas filhas Lucimara Saporski Loeblein, Beatriz e neto Edward Loeblein Saporski, que contribuiu com o salvamento das famílias vitimadas na catástrofe de setembro de 1968, ao passar nas casas alertando sobre a erosão marítima que ocorria.

Autoridades presentes – O Prefeito Roberto Justus que fez o encerramento da exposição e entrega das comendas, a presidente da Câmara Cátia Regina Silvano e os vereadores Paulo Araújo, Maria do Neno, Felipe Puff, Itamar Junior, os secretários municipais Alexandre Polati, Fernanda Monteiro, Adriana Correa Fontes, o chefe de gabinete, Toni Caldeira e a ex-prefeita Evani Justus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *